Sempre me perguntei por que razão as pessoas estudam a Língua Portuguesa anos a fio e, no fim, saem do Ensino Médio e até ingressam em uma universidade sem saber escrever bem. Só obtive essa resposta quando comecei a ministrar aulas e, ao ver a dificuldade dos alunos, percebi que tudo estava muito errado.

Depois de anos, descobri que, para aprender a Língua Portuguesa, é preciso ter muita paciência. Vivemos em uma época em que tudo ocorre muito rápido e as pessoas querem aprender a fazer análise sintática, o “bicho papão” do português, sem ter o mínimo de conhecimento em Morfologia, ou seja, das classes gramaticais.

Por isso, para quem quer aprender português de forma definitiva, aconselho a começar os estudos pelas classes gramaticais. Você só conseguirá aprender a Sintaxe se souber primeiro a que classe gramatical pertence cada uma das palavras da oração ou do período, uma vez que cada uma delas, dependendo inclusive da posição que ocupam na frase, tem uma função sintática específica.

Se você já finalizou o Ensino Fundamental e já tem noção das classes gramaticais, minha recomendação é iniciar sua revisão pelas classes de palavras invariáveis, aquelas que não se flexionam em gênero e número, como os advérbios, as conjunções, as preposições e as interjeições. Parece inacreditável, mas, a partir do momento em que passei a trocar a ordem de ensinar as classes de palavras, ou seja, quando comecei a ensinar a Morfologia em outra ordem, meus alunos passaram a obter muito sucesso nas provas de concursos e vestibulares, pois compreenderam melhor a lógica gramatical.

Portanto, tenha paciência, desarme-se contra a Língua Portuguesa e tenha em mente que o estudo das classes gramaticais não pode ser subestimado. É ele que lhe dará uma boa base para, mais tarde, aprender definitivamente a Língua Portuguesa.

Como iniciar os estudos da Língua Portuguesa

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.