Reescrever os próprios textos é de suma importância, porque vai muito além da simples correção gramatical, chega ao ponto de ajudar a desenvolver inúmeras possibilidades de transmitir uma ideia e a acentuar o senso crítico.

Muitos alunos reclamam quando o professor lhes pede para reescrever um texto, corrigindo os erros apontados. O que eles não sabem é que essa é uma boa oportunidade de aprender a cada dia e que, ao incorporar essa prática, eles se aperfeiçoarão para produzir textos mais claros e de qualidade.

O problema é que inúmeros professores não explicam isso aos alunos e fica parecendo que o ato de reescrever é uma punição pelos numerosos erros cometidos, o que pode causar traumas e tirar-lhes a oportunidade de aprender com os próprios erros.

Reescrever um texto está muito relacionado ao ato de rascunhar uma redação em um concurso público ou vestibular. Muitos candidatos acham que é uma prática ineficiente e que os faz perder tempo, mas, se eles soubessem como esse hábito os ajuda, nunca deixariam de elaborar rascunhos, corrigi-los e só depois passar a limpo a redação definitiva.

Mas, com o tempo, devido aos seguidos fracassos em vestibulares e concursos, eles vão se convencendo  da importância de ter um primeiro texto e de revisá-lo, pois aprendem, infelizmente pela dor, que toda redação pode ser aperfeiçoada e que o precário material que produzem nas primeiras versões é a matéria-prima que resultará em bons textos e, consequentemente,  em boas notas e na aprovação tão almejada.

Alguém já disse que “escrever é como atirar pedras – a gente não sabe, com certeza, os efeitos que causará quando a pedra sair da mão”. Por isso, é como se o ato de reescrever ajudasse na trajetória da pedra e evitasse o risco de que ela venha a cair na cabeça de quem a jogou. Notou a importância?

Portanto, elabore seus rascunhos, revise-os não apenas com o intuito de corrigir erros gramaticais, mas também com o objetivo de mudar e cortar palavras, reordenar as ideias e dar nova vida à redação. Só assim seu texto atingirá os objetivos a que se propõe.

Lembre-se de que, assim como um pintor adora retocar suas obras e tirar-lhes as imperfeições, um produtor de texto tem de encarar a reescrita e até o rascunho como processos de descobertas e de ajustes.

A importância de Reescrever os próprios textos

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.