Essa frase remonta ao desaparecimento do rei de Portugal Dom Sebastião (1554-1578), na famosa batalha de Alcácer Quibir. Como o corpo do monarca não foi encontrado, criou-se a lenda de que ele se encantara e que um dia voltaria, dando origem ao movimento messiânico conhecido como “Sebastianismo”. Multidões passaram a frequentar o Alto de Santa Catarina, em Lisboa, aguardando a volta do rei e, por isso, ficavam a ver navios.

A Frase ficou a ser aplicada a quem perdeu o emprego, que estava esperando por alguma coisa que jamais se realizaria ou a quem não comparecia a um encontro e deixava o outro esperando, ou seja, “a ver navios”.

Sliva, Deonísio da. De onde vêm as palavras?

O que significa “FICAR A VER NAVIOS”?

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.