FONOLOGIA – Primeiro Passo para Aprender PORTUGUÊS

Atualizado: 21 de Dez de 2020




Você tem dificuldade em pronunciar e acentuar bem as palavras? Então precisa estudar a FONOLOGIA.


A FONOLOGIA é o estudos dos sons, ou fonemas.

É nessa parte da gramática que se aprende a pronunciar bem as palavras e, consequentemente, a proceder a separação das sílabas, a distinguir a posição da sílaba tônica e, por meio desse conhecimento, a acentuar as palavras.


Quando você começou a estudar português, lá no Ensino Infantil, começou a separar as palavras em sílabas.


E deve ter aprendido que cada sílaba é uma emissão de som que ocorre por um impulso expiratório.

Ela pode ser constituída por uma vogal ou ser centrada em uma vogal.


É bom lembrar que na Língua Portuguesa não existe sílaba sem vogal.


Existe sílaba sem consoante, mas, sem vogal, jamais.


Quando separamos uma palavra em sílabas, vemos o número de impulsos expiratórios.


Por isso há palavras:

  • monossílabas, com apenas uma sílaba, como nós, , ,

  • com duas sílabas, como em ele, caju,

  • com três sílabas, como escola, amigo e

  • com quatro ou mais sílabas, como ocorre em professora, consoante.

E, para começar, você tem de saber que, quando se fala em sílaba, deve-se pensar em tonicidade, pois há aquelas que são pronunciadas com força, com tônus, e as que são bem fraquinhas na pronúncia.


A sílaba tônica é aquela que é pronunciada com mais força na palavra.

Por exemplo, quando se fala Café e se faz a separação silábica, ca-, a sílaba que é emitida com força é a última, , então essa é a sílaba tônica.


Ah!, professora, isso é muito fácil.


Eu sei , mas o importante é saber que, de acordo com a posição da sílaba tônica é que se vai aprender as regras de acentuação.


O problema é que muitas pessoas pronunciam as palavras erroneamente e, por isso, quando vão escrever, acentuam errado as palavras.


Além da sílaba tônica, existem as sílabas átonas, aquelas pronunciadas de forma mais fraca.

Na palavra café, temos a sílaba tônica fé e a sílaba átona Ca, que é chamada de átona.

Mas há ainda mais um tipo de sílaba, a sílaba subtônica, aquela que só aparece nas palavras derivadas e que era tônica na palavra primitiva.


Ficou confuso!


Eu explico.


A palavra café é uma palavra primitiva, ou seja, que dá origem a outras palavras e quando eu falo Ca-fe-zi-nho, a sílaba tônica mudou de fe para zi e, consequentemente mudou de lugar, pois antes era a última e passou a se a penúltima zi.


Mas você deve ter notado que eu ainda pronuncio a sílaba Fe com certa força, quando eu falo cafezinho, pois é, a sílaba tônica não é esquecida por completo e passa a ser chamada de sílaba subtônica, ela era a sílaba mais forte da palavra que deu origem a Cafezinho.


E as outras sílabas, as pronunciadas de forma mais fraca, são as átonas.


Por isso em ca-fe-zi-nho, temos a sílaba tônica zi, a sílaba subtônica fe e duas sílabas átonas Ca e nho.


Cada palavra na Língua portuguesa só possui uma sílaba tônica e as regras de acentuação dependem da posição da sílaba tônica.


Por isso, se a pessoa não souber pronunciar a palavra adequadamente, ela não vai saber acentuar.


Viu como é importante?


Mas ainda não acabou.


De acordo com a posição da sílaba tônica, as palavras classificam-se em:


OXÍTONAS, quando a tonicidade estiver na última sílaba,

Como é o caso da palavra ca, que eu já indiquei aqui.


Assim como das palavras Caju, em que a sílaba tônica é o ju.


Também são oxítonas as palavras Nobel, ruim, recém.


Note que há oxítonas acentuadas e oxítonas não acentuadas, isso dependerá da regra de acentuação.


PAROXÍTONAS, aquelas em que a sílaba tônica é a penúltima.

Como em ca-dei-ra, em que a sílaba tônica é dei.


E a palavra rubrica, em que a sílaba tônica é bri, por isso é errado pronunciar “rúbrica”, como muitas pessoas falam por aí.


PROPAROXÍTONAS, cuja sílaba tônica é a antepenúltima.

Como ocorre em ximo, ssego, único.


É importante saber que todas as palavras proparoxítonas são acentuadas e que, na Língua Portuguesa, só podemos ter acento em uma palavra, até a antepenúltima sílaba.


Se você vir uma palavra com mais de quatro sílabas e em que o acento venha na primeira sílaba, já sabe que está errada.


Por exemplo.


Quando eu escrevo pêssego – temos três sílabas pês-se-go e como a sílaba tônica é a antepenúltima, ela é uma palavra proparoxítona e tem de ser acentuada.


Mas quando eu a escrever no diminutivo pes-se-gui-nho, a sílaba tônica passou a ser o gui, pois é a mais forte, e jamais eu poderia colocar acento na primeira sílaba pe, que, apesar de ser uma sílaba subtônica, pois era a tônica na palavra pêssego que deu origem a pesseguinho, está antes da antepenúltima sílaba, por isso não pode ser acentuada.


O que eu vejo muito é as pessoas colocarem os acentos nos lugares incorretos, acham que só porque café tem acento, todas as palavras que derivam de café também serão acentuadas na sílaba fé, e não é isso que ocorre.


A acentuação dependerá de regras específicas para cada classificação das palavras de acordo com a posição da sílaba tônica.


Essa nomenclatura vem do grego:


Oxítona, significa que o tônus, a força, está na última sílaba Oxi.


Paroxítona, indica que a força está na sílaba próxima à última, ou seja Paro, que é próximo à Oxi, que é a última, por isso, é paroxítona.


Proparoxítonas, a sílaba forte é a antepenúltima, ou seja, a força está na sílaba que vem antes da que está perto da última, uma vez que o prefixo Pro(significa antes).


Então é aquela que vem ante da que está perto da última, ou seja proparoxítona.


Tudo o que eu falei hoje parece ser difícil, à primeira vista, mas é por isso que precisamos pronunciar bem as palavras, para saber depois acentuá-las de forma adequada.


Abraços,


Professora Teresa Cristina