Quer saber como escrever bem?

Atualizado: Abr 8




Olá, tudo bem?


Hoje eu vou tratar de REDAÇÃO.


Muitas pessoas ficam desesperadas quando têm de redigir um texto.


Para que você não passe por isso, eu vou ensiná-lo a escrever bem.


Vou indicar alguns caminhos para que você perca o medo de escrever, torne-se  um ótimo redator e faça a diferença em qualquer ocasião, obtendo uma boa capacidade de expressão.


O primeiro segredo é a LEITURA.

Leia!


Leia muito e sempre!


Ler é primordial para quem quer melhorar a escrita e a capacidade de argumentação.


Um texto não sai do nada, por isso as pessoas que são bem informadas têm mais chances de redigir com eficiência.


Lembre-se de que a boa leitura também proporciona a aquisição de vocabulário.


Eu sei que é difícil arrumar tempo para ler nos dias de hoje ainda mais quando se tem uma vida corrida ou não se aprendeu a ter gosto pela leitura.


Em outro momento, eu vou orientar você a entrar nesse mundo maravilhoso da leitura e a ter gosto pelos livros.


O segundo passo é elaborar um bom PLANEJAMENTO.

Planejar o texto é de suma importância para evitar fugir do tema.


Por isso, não se esqueça de pensar no que será escrito na introdução, como desenvolverá o assunto e o que concluirá.


O ato de planejar também o fará ganhar tempo ao redigir.


Não se esqueça também que um bom texto para provas de concursos e vestibulares deve ser redigido em, no máximo, cinquenta minutos.


Mais na frente, você vai aprender comigo a fazer um ótimo planejamento para suas redações e desenvolver textos de qualidade.


Não posso deixar de citar que você também precisa ter CONHECIMENTO GRAMATICAL.

Conhecer as regras gramaticais e saber aplicá-las de forma consciente são caminhos que o ajudarão a ser um bom escritor, afinal é necessário transmitir bem as informações.


Como dar credibilidade a um escritor se o texto está cheio de erros gramaticais.


Ah! Além disso, é importante ter OBJETIVIDADE e CONCISÃO.

Ser objetivo é ir direto ao assunto, não fique “enrolando” para começar a redigir seu texto e tratar do tema em questão.


A objetividade também está relacionada ao uso predominante de uma linguagem denotativa (uso do significado próprio das palavras) para que não haja ambiguidade nem dúvidas do que foi escrito.


Quanto à concisão, para obtê-la, você deve escrever apenas o  necessário, não fique “enchendo linguiça”.


Há pessoas que escrevem muito para transmitir uma pequena informação.


Exemplo disso é dizer que “houve violência no estádio porque não havia pessoas qualificadas para cuidar da proteção dos torcedores”, quando poderia ter sido dito apenas que “Ocorreu violência porque não havia policiamento no estádio”.


Não se esqueça de duas qualidades muito importantes em seus  textos, a COESÃO e a CLAREZA.  

Redigir um texto coeso é ter harmonia entre as partes e o todo.


É relacionar palavras, ideias e parágrafos e, para isso, é necessário saber usar bem os conectivos, como pronomes, preposições e conjunções, além de saber aplicar as palavras relacionais de explicação, exemplificação, exclusão e de inserção de pensamento.


No que se refere à clareza, tome cuidado para não dar informações truncadas e desencontradas, pois é necessário que o seu leitor entenda o que você está querendo transmitir.


Escreva, de preferência, na ordem direta (sujeito e predicado) e não use um vocabulário rebuscado.


A palavra mais importante quando se quer falar sobre clareza é simplicidade.


Por fim, temos a COERÊNCIA e a FLUÊNCIA.

Ser coerente é seguir uma progressividade textual bem delineada com introdução, desenvolvimento e conclusão.


É o primeiro passo para escrever com coerência, além disso, você deve seguir a lógica e articular bem as ideias.


Para obter fluência, é preciso praticar.


Praticar é a palavra-chave para quem quer se tornar um bom escritor.

Nada vai para frente sem que haja aquisição de experiência, no entanto é bom mostrar seu texto para outras pessoas e receber com humildade as críticas, para ir melhorando sempre.


Ah! Já ia me esquecendo.


Não adianta ter lido muito sobre determinado assunto e seguir os conselhos que lhe dei até agora se não houver LEGIBILIDADE.

É importante ter uma boa letra, pois, em concursos e vestibulares, não podemos nos valer de um computador, por isso não inove por sua conta o alfabeto da Língua Portuguesa, criando uma forma particular de escrever as letras.


Não é preciso ter uma letra maravilhosa, apenas legível.


Seguindo esses conselhos, com certeza você vai se tornar um bom redator, será amigo da escrita e isso fará a diferença em sua vida!

1 comentário